Crie um aplicativo de
maneira simples e rápida

10 formas de inovar na sua escola

Há alguns anos, o ensino no Brasil está sendo discutido. Escolas tradicionais perdem espaço cada vez mais paras escolas democráticas inovadoras que conseguiram incorporar os recursos digitais em busca de uma nova educação. Isso é uma tendência global e a transformação é inevitável. A tecnologia pode ajudar a potencializar o ensino da melhor forma. É possível inovar e manter a qualidade do aprendizado.Conheça 10 formas de inovação no ensino:

 

  1. Atividades dinâmicas: Organizar os horários das aulas de forma mais dinâmica contribui para o melhor aproveitamento dos alunos. Não há mais obrigatoriedade do ambiente tradicional da sala de aula e de horários rígidos.
  2. Aprender e não decorar: Durante muitos anos, os alunos resolviam problemas porque decoravam fórmulas, mas não aprendiam de fato a matéria. Utilizando de metodologia interativa, os professores ensinam aos alunos aprenderem as matérias de verdade.
  3. Conhecimentos adquiridos fora da escola: É importante ensinar às crianças e jovens que podemos aprender fora da escola também. O mundo que nos rodeia desempenha um papel importante no ensino. É preciso expandir o conhecimento por meio da tecnologia atual, vídeos, imagens, troca de experiências para provocar a interação e colaboração entre os alunos e com a escola. O ensino híbrido transforma o aluno num sujeito ativo no aprendizado capaz de gerar novos conhecimentos e novas soluções.
  4. Da teoria à prática: É importante a base teórica, mas as escolas buscam integrar soluções práticas para problemas realistas e concretos. É fundamental o aluno aprender como transformar seu conhecimento teórico em realidade. Motive os alunos a explorarem a realidade ao redor.
  5. Incentive a investigação: Nem só de respostas certas vive o ensino. Os alunos precisam ser incentivados a agir como curiosos, pesquisadores, antropólogos e jornalistas, buscar sempre novos elementos e conhecimentos às perguntas propostas.

Ensinar não é transmitir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção

Paulo Freire

Educador

  1. Priorize o trabalho coletivo: Muitas escolas priorizam trabalhos coletivos em detrimento ao individual para contribuir com a colaboração e a troca de conhecimentos entre os alunos.
  2. O professor facilitador: O papel do professor atual deve ser de um facilitador de conhecimentos e não apenas uma especialista onisciente. Ele deve ajudar a trazer novos conhecimentos e não apenas narrá-los. Ele é o responsável por utilizar técnicas e métodos diferenciados para ensinar.
  3. Aprender com todo o corpo: O aprendizado precisa inspirar os alunos a aprender não só lendo, mas tocando, cheirando e mergulhando nos assuntos.
  4. Transformar a sala de aula numa oficina experimental: A sala de aula precisa ser um espaço onde os erros são permitidos. Ela precisa ser um laboratório para experimentar, inovar e não um ambiente formal e rígido.
  5. Use as tendências tecnológicas em favor da criatividade e proximidade: Os professores podem aproveitar o universo tecnológico do Facebook, WhatsApp, Twitter para transmitir conteúdo, captar a atenção, trabalhar a criatividade e se aproximar dos alunos.

Pin It on Pinterest

Share This