Crie um aplicativo de
maneira simples e rápida

Scanner de íris

Uma tecnologia a favor da segurança

Foi durante o lançamento do Galaxy Note 7 que o Brasil conheceu seu primeiro smartphone com leitor de íris, uma novidade que está chegando ao mercado de celulares devagar, mas que promete revolucionar a segurança desses aparelhos.

De certa forma esse recurso não é bem uma novidade, outros celulares já tinham integrado o recurso, mas o Galaxy Note 7 foi o primeiro a chegar no Brasil com essa vantagem. O primeiro aparelho a integrar o leitor de íris em seu sistema de segurança foi o Arrows NX F – 04G, apresentado em 2015 em uma parceria da Fujitsu com uma empresa de telefonia japonesa NTT DoCoMo, porém o comércio ficou restrito ao mercado Asiático.

A íris é a parte colorida de nossos olhos, um sistema complexo e cheio de informações. Por não seguir um padrão genético cada um tem uma íris diferente – mesmo se as pessoas forem gêmeos – além disso a íris se mantém igual durante toda a vida.

Esse recurso pode ser usado para fornecer maior segurança para os usuários, como tela de bloqueio, download de aplicativos, pagamentos entre outros.

Vale a pena?

Para alguns usuários a ideia de aproximar o celular do rosto e encontrar a posição certa pode parecer estranha, principalmente quando se está acostumado a desbloquear o aparelho apenas com um simples toque, mas até mesmo os sensores biométricos mais modernos encontram dificuldade em realizar a leitura quando a mão está oleosa demais ou quando estão em ambientes como praia ou piscina.

A novidade está ai mas não vem sozinha, ainda é possível usar outras formas de desbloqueio, como a senha ou a biometria, mas o leitor de íris se mostrou eficiente.

Pin It on Pinterest

Share This